Buscar
  • Cristiane Geminiano

O futuro das Agências de Comunicação


Antes de falarmos das agências, vamos falar da comunicação que já sabemos, está passando por uma transformação. E isto afeta a todos: profissionais, consumidores, empresas, agências e fornecedores.

Os meios de comunicação de massa ainda influenciam bastante o poder de compra dos consumidores, sobretudo aqueles de cidades afastadas onde a tecnologia ainda é novidade. Porém já perdem bastante espaço para a Internet. Hoje, mais da metade da população mundial tem acesso à rede mundial de computadores. E este público mudou seu comportamento na hora de adquirir um produto ou serviço.

Antes de comprar, o consumidor pesquisa, avalia, busca referências, consulta a opinião de outros usuários e, somente a partir daí, toma sua decisão. Os novos meios As tradicionais mídias ganharam novos aliados. Principalmente aqueles com maior capacidade de conectar pessoas e que visam o relacionamento permanente. Estamos falando das redes sociais. Hoje é possível conhecer melhor o perfil do seu usuário, cliente ou público alvo porque você não é só mais uma empresa, ou um meio de comunicação, nem uma marca ou um produto. Você é um perfil, uma página, uma persona, traduzida por uma conexão. Chame do que quiser, o fato é que realmente é possível se relacionar o tempo todo com seu público e você deve aproveitar esta oportunidade. A tecnologia Outra aliada da comunicação é a tecnologia. Impossível falar de futuro sem falar dela. A entrega da informação e seu acompanhamento e monitoramento tem se tornado cada vez mais essencial para definir as estratégias de comunicação de qualquer organização, em qualquer campo da sociedade. O Big Data – resultado do grande volume de dados gerados diariamente a partir das novas tecnologias - está aí para ajudar a qualificar e quantificar o comportamento do usuário. É possível traçar um perfil, um caminho, um direcionamento a partir do cruzamento de informações e análise dos dados. O Marketing O Monitoramento de Dados e a Comunicação integram as estratégias de Marketing. A ciência que estuda o comportamento do público alvo e analisa os dados. E é o Big Data que garante a ponte entre a empresa e o consumidor, definindo as melhores estratégias de comunicação e vendas. O marketing – de posse de todos estes ingredientes (redes sociais, sites de busca, Big Data, monitoramento, relatórios, SEO) – cruza todas as informações e aponta o melhor caminho, definindo as novas estratégias. O conteúdo Emissor + Receptor + Mensagem = Comunicação. Para qualquer estratégia de marketing funcionar, a comunicação tem que entrar em ação. É o conteúdo elaborado para gerar engajamento, conectividade e relacionamento entre a marca e o cliente. Empatia Bem, já temos: os novos meios, as tecnologias, o relacionamento, a estratégia, o conteúdo. O que falta então? Falta a empatia. Entender seu público. Se colocar no lugar dele. A palavra de ordem aqui é o respeito, que só é possível quando nos colocamos no lugar do outro. A empatia gera engajamento, relacionamento, identificação, cumplicidade. E é aí que a marca começa a se relacionar com seu público.

Daí você me pergunta: OK, mas e as agências? Qual o papel delas nisso?

As agências, em parceria com o seu cliente, fazem acontecer esta conexão. Para tanto, elas precisam de equipe alinhada e altamente qualificada. Como conseguir isto? A resposta é: ouvindo seus clientes e colaboradores. Conhecendo-os e oferecendo-lhes as condições necessárias para que possam colocar em prática suas ideias. Permitindo que façam parte do planejamento e que mostrem e executem todo seu potencial. Os colaboradores geralmente estão buscando conhecimento, qualificação. É o momento de ouvir o que eles têm a dizer.

- Certo, mas e o futuro? O futuro é agora. É colocar o plano em prática hoje. É fazer a roda girar e este ciclo acontecer.

Vamos fazer acontecer?

#futuro #agencia #comunicação #mercado

5 visualizações

© 2020 Jorconteudo

Sigam-nos os bons!

(11) 94084-9979
  • Branca Ícone Pinterest
  • Fanpage Jorconteudo
  • @jorconteudo